La puesta del sol

Este slideshow necessita de JavaScript.

É fim de tarde e toda aquela gente linda e bronzeada vai desfilando pelo Café del Mar. Um bar bacana, música lounge, vista para o mar. Caro, caríssimo. Tá, vai uma taça de cava, uma jarra de sangría, Ray-Ban para entrar no clima. Todos querem ver e ser vistos, isso é Ibiza…

… até que o sol me provou o contrário. Fui pega de surpresa, talvez porque não esperasse dali nada além de uma baladinha. A tarde caía, os iates pararam, os paragliders saltaram. E eu, câmera a postos, comecei a clicar.

O que se viu naqueles poucos minutos seguintes foi uma sequência inacreditável. Uma bola de fogo flutuando num céu ora vermelho, ora laranja, depois prateado. O DJ parou, eu não ouvia mais nada, senti o corpo inteirinho arrepiar. O sol descendo, clica, laranja. Iates, paragliders, reflexo na água, clica. Silhuetas, taças, céu vermelho. Clica, clica, clica.           

Então a bola de fogo tocou a água e começou a derreter. Os últimos raios refletiram nas mesas do Café del Mar. Céu prateado, sombra, clica, arrepia. Escureceu, os iates andaram, os paragliders baixaram, música, aplausos. E eu, sem palavras, chorei diante do pôr do sol mais lindo da minha vida.

Sobre Camila Anauate

De alma inquieta e mente aberta, que me fizeram jornalista, viajante, aventureira, sonhadora sem-fim
Esse post foi publicado em Espanha e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s