Jogo de luz na imensidão de sal

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fim de tarde na Laguna de Chaxa. O sol está se escondendo atrás dos Andes, mas ninguém repara no astro. As atenções estão todas voltadas para o espetáculo natural que os últimos raios iluminam. O tapete felpudo de sal alterna nuances de branco até arder os olhos. As montanhas ganham tons avermelhados e centenas de flamingos deslizam sobre as águas da lagoa, que refletem todas essas imagens ao mesmo tempo.

O azul do céu vai escurecendo e a paisagem agora é dominada por sombras. Um jogo de luz belíssimo, que todos correm para captar com suas câmeras. As fotografias até eternizam as cores, mas jamais poderão transmitir o silêncio e a paz daquele momento. São rápidos minutos que compensam a expedição pelo Salar de Atacama. Depois, fim do passeio.

Antes do pôr-do-sol, porém, há muito para viver e aprender nesse incrível lugar. O Salar de Atacama é o terceiro maior deserto de sal do mundo – o primeiro é o Salar de Uyuni, na Bolívia -, fica a 40 quilômetros do povoado de San Pedro e ocupa grande parte da Reserva Nacional Los Flamencos. Essa imensidão branca, a 2.300 metros de altitude, é a maior prova de que o Atacama, milhões de anos atrás, era fundo de mar.

O salar é uma depressão entre as Cordilheiras dos Andes e Domeiko e surgiu com o movimento de placas tectônicas. Sua superfície é coberta de crostas de sais e de lagoas formadas pelo degelo da neve acumulada no alto das montanhas. Essas lagoas têm microorganismos que alimentam os flamingos, as aves características de regiões tão inóspitas.

Caminhar em silêncio para ouvir as borbulhas de sal faz parte da experiência. Pisar nas engraçadas figuras hexagonais formadas pelo sal crispado, também. Os flamingos voam alto e voltam à lagoa para descansar. Observe atentamente a interessante relação entre o ambiente árido, o aporte salino, os Andes e as aves.

Entre um clique e outro, o turista logo percebe que a temperatura está despencando. Sinal de que o sol começa a se esconder rapidamente. Pare tudo! Você não pode deixar passar aquele momento sublime.

Sobre Camila Anauate

De alma inquieta e mente aberta, que me fizeram jornalista, viajante, aventureira, sonhadora sem-fim
Esse post foi publicado em Chile e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s